Agricultores potiguares celebram dia de São José com expectativa de boas chuvas para o ano; entenda tradição

0

É uma tradição no sertão do Rio Grande do Norte. Para os agricultores, a chuva no dia 19 de março significa uma boa temporada de inverno, para regar as plantações das diversas culturas.

O agricultor Eudes Batista, de 36 anos, mora na comunidade do sítio Melancias, zona rural de Mossoró, região Oeste potiguar, e conta que aguardou a data com ansiedade.

“A gente espera que seja um dia muito chuvoso pra que a gente possa retomar as plantações, para que a gente possa colher daqui a uns dias, né?”, comenta.

Alcimar Lima, de 29 anos, agricultor que mora em Severiano Melo, aguardava a chuva cair, ao longo do dia, para poder comemorar.

“O dia é muito esperado pelos agricultores nordestinos. Aqui no Rio Grande do Norte é um dia que significa esperança de um bom inverno, de um uma boa colheita, de uma boa safra. Segundo a tradição nordestina, a chuva no dia 19 de março significa que o restante da quadra chuvosa é de muita fartura”, contou.

Pelo menos na capital do estado, Natal, o dia amanheceu chuvoso, com precipitações de cerca de 40 milímetros em cerca de seis horas.

Em Mossoró, agricultores participaram da tradicional missa na Igreja de São José, no site Bom Jardim. A programação também contava com uma procissão.

Para além da tradição, a meteorologia explica, em parte, a tradição sertaneja. Segundo o chefe do setor de meteorologia da Empresa de Pesquisa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, Gilmar Bristot, a data está muito perto da mudança de estações, do verão para o outono, o que propicia chuvas.

Nesse período, segundo ele, há maior possibilidade de chuva. Mas ele considera que a chuva no dia 19 não significa necessariamente que haverá um bom inverno ao longo do ano, o que depende mais das condições dos oceanos.

“Esse momento da mudança de estação fisicamente explica a questão do dia de São José ser um dia que orienta o agricultor. A mudança de estação acontece próximo do dia de São José, entre 21 e 22 de março. Nesse momento, a atmosfera fica muito sensível devido ao maior aquecimento por parte do sol, porque os raios solares ficam perpendiculares nessa faixa equatorial. Você tem uma concentração maior de calor gerando uma área de baixa pressão em que a zona de convergência, que é o encontro dos ventos alísios de nordeste com os alísios do sudeste, ocupa essa região aqui sobre o Nordeste e propicia essa ocorrência de chuva”, diz.

“Mas a questão de ser um ano bom ou não de chuvas depende muito das condições dos oceanos. O Oceano Pacífico tem que estar normal a frio e o Atlântico Sul precisa estar mais aquecido que o Atlântico Norte. Acontecendo isso, você tem a presença das instabilidades vinculadas aí à zona de convergência e ocorrência de chuvas”, explicou.

G1RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui