Com falta de médicos durante plantão, UPA de Parnamirim restringe atendimento a casos graves

0

Contando com apenas um do total de seis médicos que deveriam atuar no plantão da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Nova Esperança, em Parnamirim, na região metropolitana de Natal, a unidade restringiu o atendimento a casos graves de urgência na manhã deste sábado (26).

Pacientes relataram que foram mandados de volta para casa ou orientados a procurar outras unidades de saúde. De acordo com servidores, apenas pessoas “com batimentos cardíacos alterados” estavam passando na triagem para atendimento. Inclusive pessoas com suspeita de Covid-19 foram mandadas para casa.

“Falaram para mim que talvez só tivesse atendimento de noite. Vou voltar para casa do mesmo jeito que vim. Estou com muita dor no quadril” relatou uma mulher que procurou a unidade.

O problema foi confirmado pela secretaria municipal de saúde do município. De acordo com a Diretoria Técnica da unidade, a situação aconteceu porque alguns dos profissionais que deveriam cobrir o turno apresentaram atestado médico, relatando impossibilidade de cumprir a escala de trabalho.

“Em função disso, não foi possível suprir a ausência dos médicos, visto que estes relataram a indisponibilidade para o trabalho de última hora, o que inviabiliza a reposição do quadro”, informou em nota.

A diretoria informa ainda que, no início da tarde, dois médicos estavam atendendo na unidade e a situação será normalizada ao longo do dia. “A situação se normalizará com a troca de turno e a consequente reposição do quadro de profissionais”, informou ainda a unidade.

G1/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui