Covid-19: Vivaldo pede que Governo e Prefeituras viabilizem políticas públicas para que os mais pobres não passem fome

0
151

O deputado Vivaldo Costa (PSD) participou nesta quarta-feira (22) de mais uma sessão remota da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Foram aprovados outros 27 decretos de calamidade pública para os municípios do Rio Grande do Norte. As matérias foram aprovadas à unanimidade pelos 21 parlamentares que participaram da votação. Vivaldo contou da experiência como médico e disse estar preocupado com a Covid-19.

Foto: divulgação

Vivaldo lembrou que os mais humildes precisam se alimentar bem e cabe aos prefeitos apresentarem alternativas. “Nós temos que proteger os mais fracos, os mais frágeis. Só temos uma maneira de fazer isso: deixá-los em casa. Compete aos prefeitos, decretar estado de calamidade pública e ajudar os mais humildes, aos que não tem nada. Os pobres não podem passar fome, os prefeitos precisam intervir nesta realidade. A grande vítima desta doença serão os mais pobres. Quando esta doença chegar nas favelas, onde muita gente já passa dificuldade, vivem abarrotados com várias pessoas morando em um mesmo compartimento, veremos um sofrimento desumano”.

Sobre o decreto do Governo do Estado, o parlamentar confirmou seu apoio já que a maneira mais eficaz que existe hoje é o isolamento social. “Os mais humildes nas ruas vão morrer. Os Governos, os prefeitos, as igrejas, as instituições precisam proteger os pobres, com alimentação digna, para que eles tenham o direito de ficar em casa. Vi que um mendigo morreu, pois contraiu a doença, o organismo dele era frágil e sem defesa, devia se alimentar mal e morreu mesmo jovem”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui