Diamante encontrado na África contém ‘mineral teórico’; entenda

0

Um diamante encontrado em Orapa, na República do Botswana, país localizado no sul do continente africano, contém um mineral que intriga a comunidade científica. Isso porque ele nunca havia sido visto na natureza, e até hoje existia apenas em teoria.

Explica-se: em 1975, uma equipe de pesquisadores criou uma “fase de alta pressão de aSiO3” – um mineral que poderia existir apenas sob certas condições. Para sintetizá-lo, os cientistas tiveram que combinar elementos em condições de alta temperatura e pressão. 

Eles notaram que, assim que a pressão era reduzida, o mineral imediatamente mudava para uma forma de vidro. Essa descoberta sugeriu que não era provável que o aSiO3 pudesse existir na natureza. 

No entanto… Provou-se que essa suposição estava errada, já que o diamante encontrado em Botswana contém três minúsculas amostras desse ‘mineral teórico’ (bem, teórico até agora).

De acordo com o site Phys, a descoberta, conduzida pelo mineralogista Oliver Tschauner, da Universidade de Nevada, foi publicada na revista Science, que também traz um artigo do geofísico e geoquímico Yingwei Fei, do Instituto Carnegie de Ciência, de Washington DC, descrevendo o trabalho e explicando porque ele é tão importante para a geologia. (Olhar Digital)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui