Dr. Tadeu recebe chefe de Tecnologia e Operações do DNOCS em Caicó para agilizar regularização das terras dos colonos do Itans e Sabugi

0

Aconteceu nesta manhã de quarta-feira, 17, no auditório do Centro Administrativo, em Caicó, a segunda reunião provocada pelo prefeito de Caicó, Dr. Tadeu, para agilizar a resolução de questões burocráticas, a fim de fazer a regularização fundiária das terras dos Perímetros Irrigados do Itans e do Sabugi em Caicó. Esteve presente o Chefe da Divisão de Tecnologia e Operações Agrícolas do DNOCS, Sebastião Edinir Menezes, além de representantes dos colonos e vereadores de Caicó.

No dia 28 de outubro passado, o prefeito de Caicó, Dr. Tadeu, esteve em Fortaleza, na sede do Departemento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS, com esse intuito e conversou com o diretor-presidente do Dnocs, Fernando Marcondes de Araújo Leão, o coordenador regional do órgão no RN, Davi Leite, além de representantes dos colonos. “Quem nos ajudou a agilizar foi o ministro Rogério Marinho”, destacou o prefeito.

Os ‘colonos’ e ‘irrigantes’ esperam essa regularização há mais de vinte anos: “reconhecemos a importância dos perímetros Itans e Sabugi para o desenvolvimento da nossa cidade, e a nossa luta é conjunta para conseguir a regularização fundiária das áreas não operacionais. A reunião de hoje foi extremamente importante. Existe um entendimento com o DNOCS para fazer essa liberação o mais rápido possível”, afirmou o prefeito de Caicó.

Dentre os passos seguintes, os irrigantes deverão regularizar os seus contratos e alinhar débitos junto ao DNOCS: “são passos importantes para, enfim, podermos entregar os títulos de terra aos irrigantes e colonos. E quero aqui citar a presença de Júnior do Cartório para essa importante reunião”, destacou Dr. Tadeu.

“Viemos tirar as dúvidas dos irrigantes e explicar como se dará a regularização dos lotes através da escritura pública de compra e venda. Deve ser feito o georreferenciamento e, logo após, com a certificação junto ao INCRA, vamos partir para a elaboração e entrega das escrituras públicas e de compra e venda aos irrigantes”, afirmou Sebastião Menezes, Chefe da Divisão de Tecnologia e Operações Agrícolas do DNOCS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui