EMOÇÃO: Na véspera do aniversário, filha abre cartas deixadas por pai que morreu de covid

0

A busca pelas cartas escritas por um pai e escondidas em discos dos Beatles para que a filha pudesse lê-las aos 15 anos teve um final feliz. Pouco menos de um ano depois da história se tornar pública e mobilizar todo o país, Bárbara Schneider pôde, enfim, ler parte das mensagens que seu pai, Karlo, queria encaminhar para ela, mas que foi impedido devido à morte em decorrência da covid-19, em 11 de março de 2021. Ao todo, três cartas foram encontradas, entre elas, uma de Karlo Schneider.

Em junho do ano passado, a história viralizou. Uma amiga da família foi às redes sociais para relatar a situação. Ela explicou que Karlo Schneider tinha como característica fazer “caças ao tesouro” em casa para brincar com os três filhos e escondia mensagens para que fossem lidas anos depois. Em uma dessas brincadeiras, Karlo escreveu cartas para que a filha lê-se quando completasse 15 anos de idade. Além dele, amigos da família também escreveram. Os textos foram escondidos em vinis dos Beatles, banda pela qual Karlo era apaixonado.

Porém, em 2020, devido à crise financeira em decorrência da pandemia, Karlo Schneider precisou vender parte de seu acervo, que contava com aproximadamente 500 discos. Ficaram aproximadamente 150 com a família, mas, depois da morte de Karlo, eles perceberam que os discos em que estavam as mensagens tinham sido vendidos. Foi quando começou a busca.

Com a história contada nas redes sociais, milhares de pessoas ao redor do país se mobilizaram em busca dos discos e, principalmente, das cartas. Como o material espalhado pelo Brasil, a chance de se encontrar era considerada pequena. Porém, no dia do aniversário de 15 anos de Bárbara, filha mais velha de Karlo, ela conseguiu ler parte das cartas.

Responsável por fazer da história uma corrente nacional, a Ulla Saraiva foi ao Twitter para, mais uma vez, falar sobre o caso. Em uma imagem, ela publicou a foto de Bárbara, que completou 15 anos no dia 4 de março, com a carta escrita por seu pai, que estava em um disco de John Lennon. Além dessa carta, havia outras duas escritas por amigos.

“Dia 04/03 foi aniversário de 15 anos de Bárbara, e algumas das cartas apareceram. Uma delas do pai, Schneider. Dessas mágicas que o universo proporciona”, postou Ulla Saraiva.

Segundo ela, as cartas estavam com um senhor que não quis se identificar e apareceu à época. Ele comprou alguns discos, ficou tocado com a história, mas “não tinha condições de ver ainda porque perdeu o filho pro covid também”. “Recentemente ele enviou o imagine do John Lennon, com 3 cartas dentro. Uma de Schneider. A carta dele foi escrita incompleta, porque a tinta acabou… que loucura!”, disse Ulla.

Ainda nas redes, a amiga da família fez questão de agradecer pelo empenho de todos que buscaram os discos. “Obrigada a todos que ajudaram a espalhar a história, foi por causa do trabalho de formiguinha de muitos que essa carta chegou até ela. É um mês dificil, pois é o aniversário de 1 ano de falecimento, mas que bom q ele se fez presente assim”.

Tribuna do Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui