FETRONOR apoia ações do Maio Amarelo 2022

0

A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste – FETRONOR está apoiando as ações do Maio Amarelo 2022. Neste ano, a campanha “Juntos Salvamos Vidas” tem o propósito de alertar a sociedade que tudo o que fizermos pode salvar ou colocar uma vida em risco. Com isso, a campanha propõe uma reflexão e uma mudança de comportamento em busca de uma vida melhor, mais justa e mais segura para todos.

Essa é a nona edição da campanha Maio Amarelo, idealizada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, que conta com apoio central da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e do SEST SENAT. A FETRONOR é a federação responsável pelo SEST SENAT nos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, e vai coordenar e executar as ações da campanha nos dois estados.

Entre os dias 9 e 22 de maio, os profissionais do SEST SENAT estarão em pontos dos dois estados, levando conscientização e orientações sobre o papel de cada um para a construção de um trânsito mais seguro. Os locais da mobilização serão divulgados em breve. Neste ano, a campanha busca destacar que, independentemente da profissão, juntos, todos podem salvar vidas no trânsito, diante da consciência de se fazer o certo, seguir a legislação e ser prudente seja guiando um automóvel, seja como pedestre.

Dados importantes

Um relatório feito pelo Observatório Nacional de Segurança Viária mostra a importância de reforçar as ações do Maio Amarelo. Os dados revelam o aumento do número de mortes no trânsito, em 2020, em 17 estados brasileiros.

Segundo o relatório, os números definitivos de mortalidade no trânsito, publicados pelo DataSUS (Ministério da Saúde), mostram que, em 2020, 32.716 pessoas perderam a vida em ocorrências de trânsito. Já em 2019, esse número foi de 31.945 óbitos. É importante lembrar que, em 2020, foi o primeiro ano da pandemia da covid-19 e foi quando tiveram início as restrições de circulação no país e no mundo. Para efeito de comparação, a maior parcela das mortes ainda ocorre para ocupantes de motocicletas (36,7%) e de automóveis (21,4%), que, somados, são quase 60% do total.

Outro dado preocupante e que reforça a necessidade de conscientização dos motoristas é em relação aos acidentes em rodovias. Segundo dados compilados pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), o índice de acidentes nas rodovias federais brasileiras aumentou 1,6% em 2021, em relação a 2020. Foram mais de 64 mil ocorrências. A mesma situação ocorreu com as mortes, que cresceram 2,0%, chegando a 5.300 vidas perdidas, no ano passado.

Com informações da Agência CNT

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui