FIERN; Fórum destaca potencial de desenvolvimento do setor mineral do RN

0

O Rio Grande do Norte tem uma das reservadas de minérios mais diversificadas do país, o que significa ampla possibilidade de desenvolvimento e atração de investimentos de empresas nacionais e globais. O prognóstico foi feito na abertura do Fórum Estadual Mineral (FEM), nesta quinta-feira, no auditório da Escola de Governo em Natal.

Foto: Fórum Estadual Mineral

O evento, principal encontro setorial de mineração do Estado, visa resgatar o papel de destaque do Rio Grande do Norte na produção mineral nacional e reuniu técnicos dos governos estadual e federal, empresários, representantes de universidades, sociedade civil e órgãos de regulação.

“Essa Fórum vem em um momento no qual precisamos trocar ideias e atrair investidores. Então é oportuno e relevante”, disse Mário Tavares de Oliveira Cavalcanti Neto, presidente do Sindicato da Indústria da Extração de Metais Básicos e de Minerais Não Metálicos do Estado do RN (SINDMINERAIS), que representou o FIERN no evento.

Na abertura do Fórum, que traz como tema “A mineração no RN e o seu papel na interiorização do desenvolvimento econômico e social”, o governador em exercício Antenor Roberto disse que o Fórum é resultado das ações do Governo para enfrentar a crise financeira olhando para o desenvolvimento econômico e social com foco na geração de emprego e renda.

O RN tem forte potencial mineral com destaque para a scheelita, ferro, cobre, ouro, diamante, lítio, feldspato e rochas ornamentais. Em 2018, o setor movimentou cerca de R$ 164 milhões no RN, rendendo R$ 2,75 milhões em Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM).

O FEM é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), com apio da FIERN.

Também participam do Fórum: o deputado estadual Souza Neto; o assessor Jackson Santos, representando o senador Jean Paul Prates;o secretário geral do Instituto de Ciências Geográficas da China, Jun Chen; o secretário adjunto da Sedec, Sílvio Torquato;o diretor geral do Idema, Leonlene Aguiar; o prefeito de Currais Novos, Odon Junior; representantes do IFRN, UFRN, UFERSA, UERN e CREA-RN; o diretor da Agência Nacional de Mineração, Tomás Antônio de Pádua; o superintendente regional da Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais, Vanildo Almeida Mendes e o presidente da ASBM Brasil, Luís Guimarães.

Fonte/FIERN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui