Natal terá motociata com apoiadores de Bolsonaro na sexta (17)

0

Apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) farão na próxima sexta-feira (17), em Natal, uma motociata para recepcionar o presidente da República. Pré-candidato à reeleição, Bolsonaro visitará Natal nesta data, pela 5ª vez no mandato.

A motociata está sendo organizada pelo Instituto 15 de Março, um movimento de direita que reúne apoiadores de Bolsonaro no Rio Grande do Norte. A concentração do movimento será às 9h no Posto Dudu, próximo à entrada da Base Aérea de Natal, em Parnamirim, onde o presidente vai desembarcar.

De lá, os apoiadores sairão em motociata até o local do evento oficial com a presença do presidente da República: a praça Mãe Peregrina, no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul da cidade.

Bolsonaro virá a Natal para uma cerimônia do programa Internet Brasil, do Ministério das Comunicações. O programa proporciona acesso gratuito à internet em banda larga móvel aos alunos com famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Podem ter acesso ao benefício os estudantes da educação básica matriculados na rede pública, nas escolas das comunidades indígenas e quilombolas, e nas escolas especiais sem fins lucrativos.

Na sexta-feira, em Natal, serão distribuídos chips com internet banda larga inicialmente para alunos dos municípios de Caicó (RN), Mossoró (RN), Caruaru (PE), Petrolina (PE), Juazeiro (BA) e Campina Grande (PB).

Além disso, o governo entregará conexão Wi-Fi livre em várias praças públicas da capital potiguar por meio da Infovia Potiguar – infraestrutura de rede de fibra óptica que garante internet de qualidade, de alta velocidade e gratuita.

Durante a ocasião, o governo também anunciará a distribuição de kits de conversores digitais para famílias do Rio Grande do Norte, do Ceará e do Maranhão.

Em Natal, o presidente da República vai participar, ainda, da assinatura, por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), de uma ordem de serviço para a perfuração de poços artesianos em todo o Estado e a instalação de dessalinizadores. Além disso, 2,7 mil documentos titulatórios serão entregues pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui