Policia Civil deflagraram Operacao Macambira e prende suspeitos por homicídio no interior do RN

0

Policiais civis das Delegacias Municipais (DMs) de Caraúbas e de Campo Grande, da Delegacia Especializada de Capturas e Polinter (DECAP) e da Divisão de Polícia Civil do Oeste (DIVIPOE) deflagraram, nesta quinta-feira (04), a Operação “Macambira”.

O objetivo da ação policial foi cumprir mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, decretados pela Comarca de Caraúbas/RN, em desfavor dos suspeitos de praticarem o crime de homicídio, realizado por meio de disparos de arma de fogo, que vitimou Jaciel Avelino da Silva. O homicídio foi cometido na madrugada de 08 de abril de 2020, na área urbana de Caraúbas. 


Foram expedidos mandados de busca e apreensão, além de prisão temporária para: Fábio Pablo de Arruda, mais conhecido como “Pablinho”, detido na posse de uma pistola calibre .390mm, com 30 cartuchos de igual calibre e uma espingarda artesanal, sendo a pistola umas das prováveis armas usadas no crime.

João Paulo Fernandes da Silva Brito, que já estava no Presídio de Caraúbas/RN; Marcosuel Fernandes Belarmino, mais conhecido como “Suel”, que já estava no Presídio de Mossoró; José Fernandes da Silva, mais conhecido como “Dedé do Fogo”, que já estava no Presídio de Alcaçuz; e Antônio Alcivan Fernandes Junior, mais conhecido como “Macaíba ou Juninho Mangueira”, que continua foragido da Justiça.

Os suspeitos são investigados por atuarem em uma associação criminosa, intitulada “Bonde do Cangaço”, em que alguns deles também podem estar envolvidos no homicídio que vitimou o candidato a prefeito de Janduís, Raimundo Gonçalves de Lima Neto. Jaciel Avelino da Silva estava colaborando com o trâmite investigativo deste homicídio, conduzido pela DM de Caraúbas, DECAP e DIVIPOE. 

Além dos investigados já citados, o homicídio que vitimou Jaciel Avelino teria tido a participação de Alexandre Fernandes Forte, mais conhecido como “Pelado”, que, em confronto com a Polícia Militar da Paraíba, no município de Brejo do Cruz-PB, em dezembro/2020, não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181. (Fim da Linha)

capa
Foto/Fim da Linha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui