Polícia Federal tem suspeito de ser mandante no desaparecimentos no AM

0

Investigadores na linha frente da Polícia Federal (PF) acreditam estar “muito próximos” de resolver o caso dos desaparecimentos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, desde segunda-feira (6/6), na região do Vale do Javari, no Amazonas.

Além do nome de Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como Pelado, de 41 anos, como suspeito, a nova informação é de que um homem conhecido como Colômbia teria sido o mandante do desaparecimento.

As apurações dão conta de que Colômbia estaria incomodado com as investigações do jornalista e do indigenista acerca da atividade de pesca e extração de madeira ilegais na região.

Colômbia é estrangeiro e tem negócios na região. Não há confirmações de que ele seja de fato colombiano ou se o apelido tem origem em outra referência.

A polícia tem ouvido diversas testemunhas do caso e está com uma força-tarefa na região. Neste sábado (11/6), a Coluna Na Mira, do Metrópoles, trouxe à tona o depoimento de uma nova testemunha no caso do desaparecimento.https://d-2891209080446896907.ampproject.net/2205270638004/frame.html

Material exclusivo obtido pela coluna insere no caso o nome de um ribeirinho conhecido na região como Dos Santos. Pelos relatos do homem, que acompanhou a jornada de Bruno e Dom Phillips, do dia 3 ao dia 5 de junho, Dos Santos teria entrado no barco de Pelado com uma espingarda calibre 16.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo!Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui