Quadrilha especializada em roubo de gado é presa durante o crime

0
418

A Polícia Militar prendeu na tarde desta última terça-feira (12) na fazenda Boi Branco vários homens suspeitos de integrarem uma organização criminosa especializada em roubos de gado na região de João Pinheiro e Buritizeiro.

A polícia monitorava integrantes da quadrilha há algum tempo. O modus operandi era sempre o mesmo: a quadrilha invadia a sede da fazenda, rendia e amarrava os funcionários, selecionava o gado a ser roubado, fazia a extração dos animais em caminhões boiadeiros e deixava as vítimas amarradas até os caminhões tomarem certa distância.

Na data do dia 11, a polícia obteve informações que davam conta que Marcinho, apontado como chefe da quadrilha, estaria programando um roubo a uma fazenda que fica na BR-365, zona rural de João Pinheiro.

Uma operação foi montada de imediato por policiais do 55º Batalhão de Polícia Militar. O veículo de um dos suspeitos de integrar a quadrilha foi localizado às Margens da BR-365, próximo a fazenda onde o crime acontecia.

Ao se aproximarem do local, a polícia avistou dois caminhões boiadeiros, sendo que um caminhão estava rebocando o outro. Três suspeitos fugiram pelo matagal, foram perseguidos e, naquela hora, não foram localizados.

Os motoristas dos caminhões também tentaram fugir, porém, foram cercados e rendidos. Eles foram identificados como Júnior Henrique Abreu e José Geraldo da Silva.

Em relato à polícia, os motoristas disseram que foram solicitados por um homem conhecido como Cleitinho para irem até a fazenda e apanhar o gado, porém um dos caminhões apresentou defeito mecânico, assim, desistiram.

Na sede da fazenda, os militares encontraram o caseiro rendido. Ele contou para os policiais que vários homens chegaram armados com revólveres e espingardas. Um dos autores foi reconhecido como ex-funcionário da fazenda. Eles pretendiam levar cerca de 100 cabeças de gado, mas a ação foi frustrada pela polícia.

Os três indivíduos que fugiram com a chegada da polícia foram capturados. Eles estavam fugindo a pé em uma mata fechada sentido a cidade de Buritizeiro. Gleison dos Santos Rezende conhecido como Neguinho, Georgethon Yuri Ramos dos Santos e Breno Soares Barbosa foram presos em flagrante. Durante a abordagem, Breno dispensou um revólver calibre 32 que foi apreendido pela polícia.

Durante questionamentos, o suspeito Gleison informou que Marcinho, apontado como chefe da quadrilha, fez contato com ele por telefone para negociar o roubo a fazenda. Ainda segundo Gleison, Marcinho mandaria um outro indivíduo conhecido como o Cleiton fazer contato pessoalmente para, juntos, realizarem o roubo. O valor combinado pela ação criminosa seria de R$ 5.000,00.

Os suspeitos Breno e Georgethon disseram que receberiam a quantia de R$ 1.000,00 pelo serviço.

De posse das informações, a polícia foi atrás do chefe da quadrilha conhecido por Marcinho. Ele foi encontrado em uma usina de cana-de-açúcar onde trabalha. Segundo a Polícia Militar, em suas horas de folga, ele arquiteta roubos a fazendas na região de João Pinheiro.

No total, sete pessoas foram presas em flagrante sendo, José Geraldo da Silva de 45 anos, Gleison dos Santos Rezende de 18 anos, Breno Soares Barbosa de 18 anos, Márcio Carneiro Gomes de 26 anos, Junior Henrique Abreu de 25 anos, e Georgethon Yuri Ramos dos Santos de 23 anos.

Dois caminhões boiadeiros foram apreendidos, telefones celulares, R$ 287,00 em dinheiro, 10 munições calibre 32, uma porção de cocaína e uma arma de fogo de fabricação artesanal. Os suspeitos foram presos e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da cidade de João Pinheiro, eles devem responder por associação criminosa e roubo à mão armada.

JP Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui