VÍDEO: revoltados com Mourão, bolsonaristas tentam invadir casas de generais

Bolsonaristas que estavam no Quartel-General do Exército de Brasília neste sábado (31/12) protagonizaram mais cenas de violência após o discurso do general Mourão. Em cadeia de rádio e TV, o vice-presidente, hoje presidente em exercício, criticou “lideranças” que, por meio do “silêncio” e do “protagonismo inoportuno e deletério”, contribuíram para um “clima de caos”.

“Lideranças que deveriam unir a nação, deixaram com que o silêncio, ou o protagonismo inoportuno, criasse um clima de caos e deixaram que as Forças Armadas pagassem a conta, para alguns por inação e outros por fomentar um pretenso golpe”, diz Hamilton Mourão em pronunciamento. pic.twitter.com/2cACl8335s

O discurso foi interpretado por conservadores que insistem em um golpe militar como uma crítica velada a Jair Bolsonaro (PL). Segundo eles, o pronunciamento ainda simbolizou uma “desistência”, já que Mourão chegou a chamar a alternância de poder de “saudável”. Em reação à fala, os bolsonaristas que acompanharam a fala saíram do ponto de concentração no QG e foram em bando para casas de generais, naquela área militar.

Leia mais