Governo Lula prorroga isenção de vistos para EUA promovida por Bolsonaro

O Brasil prorrogou para o dia 10 de janeiro do ano que vem a isenção de vistos para cidadãos dos Estados Unidos, do Canadá e da Austrália. A medida foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores nesta segunda-feira (28).

Segundo a pasta, a mudança, que ainda será oficializada, é justificada por ajustes na licitação da contratação de serviços para emissão de vistos eletrônicos. A prorrogação consta apenas em canais de comunicação de algumas missões diplomáticas brasileiras envolvidas, no entanto —outras ainda indicam trabalhar com o prazo anterior, de 1º de outubro deste ano, gerando um ruído de informação.

Os sites de ao menos três consulados-gerais brasileiros nos Estados Unidos e no Canadá —em Nova York, Boston e Toronto— já informam aos interessados em viajar para o Brasil do novo prazo. No site da representação em Nova York, a nova data consta logo na página inicial, em um aviso bilíngue.

Leia mais

Ministério negociado por Lula com centrão tem conselho loteado por PSB de Márcio França

Os conselhos de aeroportos concedidos à iniciativa privada, mas que mantêm 49% de participação estatal, foram loteados com a indicação de oito pessoas ligadas ao PSB, partido do ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França.

Os oito conselheiros, que não têm experiência prévia no setor, de acordo com os currículos divulgados, foram indicados formalmente pela Infraero, subordinada ao ministério.

França está sob risco de ceder o cargo ao Republicanos na dança de cadeiras que Lula negocia para atrair o centrão para sua base de apoio.

Leia mais

Ministros-chave de Lula farão ‘esforço concentrado’ para aprovar reforma tributária no Senado

Após a aprovação com folga da reforma tributária na Câmara dos Deputados, três dos principais ministros do governo vão fazer corpo a corpo com os senadores pela aprovação da matéria também no Senado.

A expectativa é de que o texto seja votado depois do recesso parlamentar, em agosto. Simone Tebet (Planejamento e Orçamento), Fernando Haddad (Fazenda) e Alexandre Padilha (Relações Institucionais) vão integrar a força-tarefa do governo.

Não há data oficial para análise da reforma tributária no Senado, mas o presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG) deve escolher o relator nos próximos dias, antes do recesso parlamentar, que vaio de 18 a 31 de julho. O texto deve ser relatado por algum membro do MDB, mas o acordo para a indicação ao cargo ainda não está fechado.

Leia mais

JÁ ACABOU: Com recursos esgotados, governo anuncia fim de programa para carros

O governo anunciou nesta sexta-feira (7/7) o fim do programa de desconto para carros, uma vez que todos os recursos disponibilizados foram utilizados desde o início do programa no mês passado.

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Geraldo Alckmin, disse nesta manhã que o programa deu “fôlego à cadeia automotiva”, mas que o orçamento previsto foi totalmente utilizado.

A estimativa é que 125 mil veículos tenham sido vendidos, com descontos entre R$ 2 mil e R$ 8 mil para carros de até R$ 120 mil.

Leia mais

Empresas podem definir seu próprio preço, diz presidente da Petrobras sobre fim do PPI

Prestes a completar cinco meses no comando da Petrobras, Jean Paul Prates considera que tem encaminhado “sem traumas” a agenda prometida pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Uma prova, afirma, é que as ações da estatal subiram no dia da mudança na política de preços dos combustíveis.

“Ao contrário dos que alguns achavam, porque o PPI [preço de paridade de importação] é mais fácil de calcular”, diz. “Mas não é possível que não se entenda que a empresa pode fazer o seu preço de acordo com as variáveis e restrições que tem”.

Em entrevista à Folha, Prates diz que o próximo desafio de sua gestão é aprovar nova política de dividendos, que deve transferir parte dos recursos hoje direcionados a acionistas para investimentos em novos segmentos, como renováveis e petroquímicas, mas sem desassistir investidores.

Leia mais

Gasolina comum sobe mais de 12% no início do governo Lula

Os primeiros quatro meses do governo Lula à frente da Presidência da República foram de alta no preço médio da gasolina comum no país. A mais nova edição do “Panorama Veloe de Indicadores de Mobilidade Urbana” mostra que o valor do combustível cresceu 12,2%, no comparativo com o período de janeiro a abril de 2022. Divulgado nesta segunda-feira, 8, o levantamento foi realizado em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

No primeiro quadrimestre de 2023, a gasolina comum não foi o único combustível a registrar alta acumulada. De acordo com o estudo, a gasolina aditivada também apresentou inflação acima de dois dígitos: elevação de 10,6%. O etanol hidratado foi outro item em que o preço médio cresceu; no caso, 4,8%.

Enquanto isso, o gás natural veicular (GNV) e o diesel comum apresentaram quedas, no comparativo do primeiro quadrimestre deste ano com o mesmo período do ano passado. Eles ficaram mais barato 7,5% e 8,9%, respectivamente. Contudo, a maior queda registrada no período foi do diesel S10, com recuo de 9,9%.

Leia mais

Jucurutu (RN): A história do cidadão que recebeu de ETs um livrinho com previsões sobre o governo Lula

O assunto do momento na cidade de Jucurutu, é a história do cidadão que diz ter recebido um livro de previsões sobre o governo Lula que está iniciando, o fato surreal é que o bolsonarista teria recebido esse livro de ETs que teria entregue a ele.

Após a fofoca se espalhar, vários bolsonaristas estão ambicionando esse tal livro. Quais seriam essas previsões?

Não se fala em outra coisa na cidade, alguns dão boas gargalhadas, outros falam com espanto sobre o assunto, mito ou verdade?

Leia mais

VÍDEO: O prestígio inabalável de Natália Bonavides com o governo Lula

A deputada federal reeleita, Natália Bonavides, tem um prestígio inabalável com o governo Lula, a potiguar fará parte da equipe de transição do governo eleito. A deputada integrará o Grupo de Cidades.

O anúncio foi feito pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) nesta última terça-feira.

Natália Bonavides (PT) foi a deputada federal mais votada no Rio Grande do Norte nas Eleições 2022. Ela foi reeleita para o segundo mandato na Câmara Federal com 157.549 votos.

Leia mais