Procurado pela Interpol com segurança ‘de guerra’: saiba quem é o megatraficante que fugiu da PF de helicóptero

Antônio Joaquim Mota, também conhecido como “Motinha” ou “Dom”, é o atual líder do chamado “clã Mota”, uma família que tem mais de 70 anos de atuação na criminalidade. Conforme apurado pelo g1, ele é a terceira geração de uma organização criminosa que já atuou no contrabando de café, de cigarros, de eletrônicos e que agora, se especializou no tráfico internacional de drogas, com grande influência no Paraguai e na região de fronteira com o Brasil.

Antônio se autodenominou Dom, segundo a Polícia Federal, em referência a Dom Corleone, o chefe da família criminosa mais poderosa na trilogia “O Poderoso Chefão”.

SAIBA MAIS: Megatraficante foge da PF em helicóptero; autoridades suspeitam de vazamento da operação

Leia mais

Traficante tunisiano procurado pela Interpol é preso pela Polícia Federal no RN

A Polícia Federal, através da sua representação da Interpol no Rio Grande do Norte e, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva para fins de extradição, prendeu na noite da última sexta-feira (18/11), no aeroporto internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal, um cidadão tunisiano, 40 anos, que figurava na Difusão Vermelha. A ordem judicial foi expedida do Supremo Tribunal Federal (STF).

O homem teve o pedido de extradição requerido pelo governo francês, em razão de ter sido condenado em janeiro de 2015, naquele país, por crime de tráfico de entorpecentes. A sentença foi dada pelo Tribunal de Justiça de Paris.

Localizado em Natal, onde atuava como empresário do ramo de exportação de frutas, foi preso quando desembarcava de um voo comercial vindo de São Paulo/SP. Após passar por exame de corpo de delito no ITEP, o extraditando se encontra custodiado na sede da Polícia Federal, em Lagoa Nova, onde aguardará os trâmites legais do processo. Nos últimos dois anos, este foi o 6º estrangeiro procurado pela Interpol para fins de extradição que foi encontrado e preso em solo potiguar.

Leia mais