Homem morre em acidente na BR-405 em Mossoró; moto fica presa em cerca

Um motociclista morreu após sofrer um acidente na BR-405, em Mossoró, na saída para o município de Apodi. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o sinistro aconteceu nas primeiras horas desta quarta-feira (12).

O homem foi identificado como Carlos Roberto Silva de Assis, de 37 anos. Ele trabalhava como vigia. Segundo as informações, ele teria perdido o controle da motocicleta e caído do veículo, morrendo ainda no local.

A PRF informou que, inicialmente, havia a suspeita de se tratar de um caso de homicídio. No entanto, após as primeiras análises do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) foi constatato se tratar de um acidente.

Leia mais

Homem é preso após Itep/RN identificar que ele possuía mais de 20 identidades falsas

Um homem foi detido nessa quinta-feira (23) após um trabalho desenvolvido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia do RN (Itep/RN), que identificou que o suspeito tinha mais de 20 identidades falsas.

Atualmente, o sistema de identificação do ITEP é através da biometria do cidadão, analisando as impressões digitais. Quando há coincidência das minúcias das digitais com dados biográficos diferentes, os Setores de Auditoria e de Apoio à Investigação do Instituto de Identificação do Itep/RN entram em ação para confirmar a tentativa de fraude.

Nessa quinta, o homem foi retirar a 30ª identidade (já tinha uma original e 29 falsas). Nesse momento, os servidores do Instituto acionaram a Divisão Especializada Em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), que realizou a prisão.

Leia mais

A Operação Verão está a pleno vapor para trazer maior proteção aos potiguares e turistas em áreas litorâneas do estado durante o período de veraneio.

Assim, equipes do Itep estão presentes nos principais pontos do litoral, agindo de forma integrada com a Polícia Civil, a fim de dar celeridade na execução das análises de drogas e liberação de laudos de constatação em casos de prisão em flagrante delito.

Após a apreensão da droga pela polícia, o material é entregue às equipes do Itep que analisam a natureza do mesmo a partir de testes colorimétricos que indicam, de forma preliminar, o tipo da droga apreendida.

Também está sendo utilizado um equipamento de alta tecnologia denominado “Espectrômetro Raman” que fornece a composição química da substância e gera uma assinatura/impressão digital do material analisado.

Leia mais