Turma do Zé Trovão pede ‘salvo conduto’ para evitar prisões em Brasília

0

A turma do Zé Trovão, abandonada por Jair Bolsonaro, ainda não desistiu e entrou no Supremo com pedido de habeas corpus preventivo para tentar impedir a retirada dos caminhoneiros da Esplanada dos Ministérios pelo governo do Distrito Federal.

Na peça, o advogado Wilson Koressawa, em nome da Coalizão Pró-civilização Cristã, pede também que a PM se abstenha de ameaçar ou dar ordens de prisão e um salvo-conduto a todos os manifestantes.

Zé Trovão, por sua vez, tem mandado de prisão expedido na sexta-feira passada por Alexandre de Moraes e segue foragido.

O Antagonista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui