Com pandemia, previsão de deficit aumenta em 607% e fica em R$ 877 bi

0

Os gastos direcionados à pandemia do coronavírus bem como a diminuição na arrecadação de tributos elevaram a previsão de deficit nas contas públicas em 607%, para R$ 877,8 bilhões este ano, pelas contas da Instituição Fiscal Independente (IFI). Essa conta pode aumentar no caso da prorrogação de algumas medidas, como o auxílio emergencial de R$ 600. Especialistas e senadores estudam como diminuir o deficit sem deixar de lado auxílios e programas de distribuição de renda. Uma das opções é a reforma tributária. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) defende a reformulação de programas que transferem renda pelo redirecionamento de verbas de outras fontes. Mais informações na reportagem de Roberto Fragoso, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui