Piloto repatriado de Wuhan para Natal vai para 3º isolamento contra coronavírus

0
361

De volta a Natal há exatamente um mês, o gaúcho, que tem residência fixa na capital potiguar, está tendo que passar novamente por um isolamento social por conta da Covid-19 – a terceira quarentena em 2020.

Piloto Mauro Hart no voo de volta ao Brasil — Foto: Arquivo pessoal

Dessa vez, ao menos, não está só. “Estar com a família é uma grande diferença, porque, além de eu estar mais à vontade, estando em casa eu consigo gerenciar todos os problemas familiares ou os eventos in loco”, contou Mauro ao G1.

Mesmo em casa, ele liga o alerta em relação à atual quarentena. “Ela não é menos importante e não é menos séria. Ela é muito séria, porque aqui a tendência é de relaxar e a gente pode se contaminar”, pontuou. “O vírus se espalha muito rapidamente. E isso nós sabemos. Sabemos a importância de nos proteger, de manter o isolamento”.

Para Mauro, que passou as duas outras quarentenas sozinho, há outras diferenças no atual isolamento. “Nós já estamos convivendo com o coronavírus há mais de dois meses, então nós já aprendemos muita coisa, já não é um terreno desconhecido. Nós sabemos que é um problema difícil e bem sério. Nós já sabemos as precauções a tomar, o que fazer, e essa é um grande diferença da minha terceira quarentena”, refletiu.

G1 RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui