Produtores do Trampo Audiovisual têm 4 projetos aprovados na Lei Aldir Blanc

0

Violência doméstica, abandono de idosos e vício em redes sociais são os temas de filmes, HQs e animações contemplados nos editais.

A nova cara do audiovisual Potiguar. O Coletivo Trampo Audiovisual teve quatro projetos contemplados pela Lei Aldir Blanc, por meio de editais da Fundação José Augusto e da Fundação Parnamirim de Cultura, divulgados nos dias 7 e 8 de dezembro de 2020. Os projetos englobam finalização, distribuição e desenvolvimento de roteiros.

Dois filmes dirigidos pela diretora Kell Allen foram contemplados nas categorias de distribuição e finalização. O Filme “Quem Sabe Ele Mude”, que aborda a violência doméstica, lançado em setembro deste ano, agora vai poder ir aos festivais e ter acesso ao mercado do cinema. Já o curta “Hashtag”,que fala sobre consumo excessivo das redes sociais nos dias atuais, tem roteiro e é estrelado por Bárbaro Xavier. O curta terá a fase de finalização concluída com a ajuda do incentivo da Lei.

Já o roteirista e diretor Franklin Mateus, emplacou, por meio do Cria Parnamirim, o projeto de desenvolvimento de roteiro de um curta-metragem e de um HQ (história em quadrinhos), ambos abordando o abandono familiar de um idoso em uma casa de abrigo. O projeto tem o nome de “Parcamo Resplandecente”.

A Roteirista e diretora de arte, Nataly Negreiros, teve seu projeto “Janelas” aprovado pela Cria Parnamirim. “Se trata de um stop motion que conta a história de uma inusitada amizade entre um garotinho e um idoso em pleno isolamento social. É uma história sobre altruísmo e empatia, que prova ao telespectador que cada idade tem seu valor”, explica Nataly .

As obras idealizadas, juntamente com os demais membros do coletivo e parceiros, entram no cronograma da Lei. O filme Hashtag será finalizado nos primeiros meses de 2021 e terá lançamento virtual, por meio do canal do Trampo Audiovisual, no YouTube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui