Com recursos destinados pelo senador Styvenson Valentim, Currais Novos ganha maior hospital de combate ao câncer

A região do Seridó irá ganhar no próximo dia 24 de julho o maior Hospital de Combate ao Câncer do Estado. A Unidade de saúde, construído no município de Currais Novos, foi viabilizado por meio do mandato do senador, Styvenson Valentim, que destinou aproximadamente R$ 36 milhões em emendas para a Liga de modo a, entre outras coisas, viabilizar a unidade.

“Esse hospital vai beneficiar toda a região do Seridó. Ele é a concretização do nosso compromisso com a população e mais uma prova do nosso zelo pelo dinheiro público”, destacou o senador Styvenson Valentim.

Só para a área da saúde, Styvenson já destinou mais de R$ 140 milhões de reais para o Rio Grande do Norte.

O pré-candidato a vereador de Caicó, Pablo Cassiano (Podemos-RN), intensificou nessa terça-feira (16) sua agenda na Zona Oeste da cidade, Cassiano ouviu atento os anseios dos moradores do bairro Paulo VI.

Na agendas de visitas, Pablo que estava acompanhado de amigos e apoiadores, conversou com comerciantes, e moradores da comunidade, a extensa agenda foi muito produtiva.

O carinho é aceitação com Pablo ao chegar nas residências, é impressionante.

Pablo Cassiano, é pré-candidato a vereador em Caicó, ele é o indicado é homem de confiança do senador Styvenson Valentim.

Créditos: 96 FM

O ex-senador José Agripino, presidente estadual do União Brasil-RN, vai caminhar juntos ao senador Styvenson Valentim (PODEMOS-RN), caso ele seja candidato ao Governo do RN em 2024.

Créditos/96 FM

A informação foi trazida em primeira mão no Eleições em Debate, programa exclusivo do canal de Youtube da 96 FM – veja no link acima:  

“Styvenson é um homem de bem, que tem coragem, virtudes e defeitos, mas é um homem de bem”, garanitu José Agripino, “olhando no olho” de Styvenson Valentim. 

Fonte /Blog do Gustavo Negreiros

Viatura da Polícia Civil do RN — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Policiais civis da 47ª Delegacia de Polícia de Jardim de Piranhas, em ação conjunta com a 5ª Companhia Independente de Polícia Militar, prenderam em flagrante, nesta segunda-feira (15), um homem, de 32 anos, suspeito de cometer os crimes de lesão corporal no contexto de violência doméstica e importunação sexual. A prisão ocorreu na cidade de Jardim de Piranhas, Região Seridó do RN.

De acordo com a investigação, a vítima relatou que estava em seu local de trabalho quando seu ex-companheiro a teria importunado sexualmente sem consentimento. Ao confrontá-lo, a vítima teria sido agredida com socos no rosto, resultando em lesões.

Diante dos fatos, a 47ª DP solicitou apoio à 5ª CIPM e, após diligências, conseguiram capturar o suspeito. Ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima por meio do Disque Denúncia 181.

Lá na cidade de Serra Negra do Norte o cenário político está a todo vapor, nas rodas de conversas pelas calçadas da cidade, não se fala em outra coisa, se escuta na boca miúda do povo o quanto o nome do pré-candidato a prefeito, Acácio Brito, está apagado na cidade, o povo não comenta o nome do pré-candidato, não surge grandes apoios para ele.

Já no que se refere a pré-candidata a prefeita, Larissa Almeida, pelo que as pessoas próximas a ela comentam, está uma correria só, agenda lotada, grandes apoios conquistados. Segundo amigos de Larissa, a jovem anoitece e amanhece no meio do mundo rodando cada cantinho do município.

Uma coisa é certa, Larissa está abarcando o mundo de apoios em Serra Negra do Norte!

Cumprindo agenda na cidade de Mossoró, o senador Styvenson Valentim visitou o local onde será construido o Hospital da Liga Mossoroense, mais uma grande obra para a saúde através do seu mandato.

Veja o vídeo abaixo;

Styvenson aproveitou para ir até a obra do Hospital Tarcísio Maia, no início do mandato o parlamentar destinou “R$ 12 milhões” de reais para o governo do RN realizar obra de reforma e ampliação, de lá para cá já se passaram 4 anos. O parlamentar esteve no local da obra realizada pelo governo do estado, e presenciou uma obra “A PASSOS DE TARTARUGA”, as imagens mostram uma obra que não sai do canto, e em outra ala do hospital, pessoas revoltadas deitadas em macas nos corredores. Em determinado momento as imagens mostram uma estrutura precária que mais lembra um filme de terror, infiltração no teto, rachaduras, portas quebradas, falta de estrutura digna para os funcionários trabalharem, um verdadeiro caos.

Em Currais Novos, dia 24 desse mês o senador Styvenson estará inaugurando o Hospital da Liga Contra o Câncer, obra realizada graças a uma emenda de R$ 36 milhões através do seu mandato, que será concluída em tempo recorde, 18 meses.

Um simples pergunta fica no ar, qual a diferença entre a obra do Hospital Tarcísio Maia, e a obra do Hospital da Liga em Currais Novos?

Polícia apreendeu imóveis e veículos de suspeitos de lavagem de dinheiro no Ceará. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Um casal natural de Governador Valadares, em Minas Gerais, foi alvo de uma operação da Polícia Civil do Ceará, nesta quinta-feira (11), por suspeita de envolvimento em um esquema internacional de lavagem de dinheiro. Um dos suspeitos foi preso em flagrante.

Na ação, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens móveis e imóveis em Fortaleza e no Eusébio. Alguns dos imóveis sequestrados estão localizados em condomínio de luxo no município da Região Metropolitana.

Também foram apreendidos veículos e valores em contas bancárias, totalizando cerca de R$ 6 milhões em bens.

Segundo a Polícia Civil, as investigações apontaram que o casal, que não teve a identidade informada, é suspeito de adquirir imóveis, veículos e outros bens no Ceará, bem como de abrir contas de pessoas jurídicas para possibilitar a ocultação de patrimônio obtidos por meio de práticas ilícitas no Brasil e em países da Europa.

A operação foi coordenada pela Delegacia de Combate à Lavagem de Dinheiro do Departamento de Recuperação de Ativos e contou com apoio do Departamento de Inteligência Policial da Polícia Civil do Ceará.

Alguns dos imóveis sequestrados pela polícia estão localizados em condomínio de luxo no município do Eusébio. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Alguns dos imóveis sequestrados pela polícia estão localizados em condomínio de luxo no município do Eusébio. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Polícia apreendeu uma pistola municiada, cartões, joias e até uma adaga com casa mineiro suspeito de lavagem de dinheiro no Ceará. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Polícia apreendeu uma pistola municiada, cartões, joias e até uma adaga com casa mineiro suspeito de lavagem de dinheiro no Ceará. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

G1/CE

Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

O dia 12 de julho tem duplo significado para Paloma Rayssa Nogueira Galdino. Ela recebeu alta do setor de queimados do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, nesta sexta-feira (12), exatamente um ano após estar no carro que explodiu em um posto de combustíveis em Parnamirim, dando início a uma longa batalha pela vida.

Paloma fez questão de sair pela mesma porta do hospital em que entrou há um ano. No momento de sua liberação, ela estava acompanhada da mãe, Maria Lourdes Nogueira, que também estava no carro durante a explosão.

“Uma alegria sem tamanho. Eu tinha muita sede de viver, mas agora essa sede aumentou. Quero beber mais ainda dessa água. A vida é maravilhosa”, afirmou Paloma.

Um ano atrás

A explosão ocorreu no momento em que Paloma, sua mãe e uma amiga iriam partir para a cidade de Rafael Godeiro, no interior do Rio Grande do Norte, para um velório. O carro tinha acabado de passar por uma revisão, mas explodiu enquanto era abastecido em um posto de combustíveis na cidade de Parnamirim, na Grande Natal.

O frentista que realizava o serviço saiu ileso, apesar do susto. Paloma dirigia o veículo e saiu cerca de 15 segundos depois do fogo começar.

Carro explodiu e pegou fogo em posto de combustíveis de Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Gustavo Brendo/Inter TV Cabugi

Foto: Gustavo Brendo/Inter TV Cabugi

g1 RN

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

À medida que o Pix vai sendo cada vez mais utilizado para pagamento e transferência de dinheiro, aumentam também relatos de golpes que tentam dar prejuízo a clientes de bancos.

Um deles, que viralizou recentemente nas redes sociais, é o golpe do Pix errado. A Agência Brasil preparou uma reportagem para você entender como funciona a artimanha dos criminosos e se proteger das tentativas de golpe.

O golpe

O Pix bateu recorde de transações na última sexta-feira (5). Foram 224 milhões de transferências entre contas bancárias, segundo o Banco Central (BC). Com um número tão grande de transações, não é difícil crer que algumas tenham sido feitas realmente por engano.

É justamente neste cenário que golpistas passam a praticar o golpe do Pix errado. O primeiro passo dado pelos fraudadores é fazer uma transferência para a conta da potencial vítima. Como parte das chaves Pix é um número de telefone celular, não é difícil para o golpista conseguir um número telefônico e realizar um Pix.

Logo em seguida à transferência, a pessoa entra em contato com a pessoa pelo número de telefone, seja ligação ou mensagem de WhatsApp, por exemplo.

Uma vez feito contato, o criminoso tenta convencer a vítima de que fez a transferência por engano e usa técnicas de persuasão para que o suposto beneficiado devolva o dinheiro.

“Estava precisando receber um dinheiro para pagar o aluguel, mas o rapaz mandou no número errado. Você pode transferir aqui para mim”, relata um usuário do X (antigo Twitter), cuja mãe teve R$ 600 depositados na conta bancária.

Na tentativa de convencimento, está uma das chaves para o golpe dar certo: a pessoa mal-intencionada pede a devolução em uma conta distinta da que fez a transferência inicial.

É intuitivo pensar que a primeira forma de descobrir se o contato suspeito trata-se de um golpe é checar se o dinheiro realmente foi depositado na conta da vítima. Para isso, basta conferir o extrato bancário. O fator que leva a pessoa ao erro é que realmente o dinheiro está na conta.

A partir do momento em que a vítima se convence e decide fazer um Pix para a conta indicada como forma de devolver o dinheiro, ela caiu no golpe.

Estorno 

O prejuízo acontece porque, em paralelo ao trabalho de convencer a vítima, o golpista se utiliza de um mecanismo criado justamente para coibir golpes, o Mecanismo Especial de Devolução (Med).

O mecanismo exclusivo do Pix foi criado para facilitar as devoluções em caso de fraudes, aumentando as possibilidades de a vítima reaver os recursos. Os criminosos acionam o procedimento, alegando que foram enganados pela pessoa que, na verdade, é a vítima.

A transação alegada é analisada. No entanto, quando os bancos envolvidos nas transferências percebem que a vítima verdadeira recebeu o valor e logo em seguida transferiu para uma terceira conta, entendem essa triangulação como típica de um golpe.

Daí, ocorre a retirada forçada do dinheiro do saldo da pessoa enganada. Desta forma, o golpista que já tinha recebido o dinheiro de volta voluntariamente consegue mais uma devolução, em prejuízo da vítima.

Uma vez constatado que caiu no golpe, a pessoa pode também acionar o mecanismo de devolução. No entanto, a conta que recebeu o dinheiro transferido por “boa fé” pode já estar zerada, sem saldo para restituir o prejuízo.

Botão “devolver”

Ao orientar o procedimento que deve ser seguido em caso de receber um Pix por engano, o Banco Central explica que “não há normas do BC ou do CMN [Conselho Monetário Nacional] sobre devoluções em caso de engano ou erro do pagador, mas o Código Penal, de 1940, trata sobre a apropriação indébita”.

O órgão orienta que “basta acessar a transação que você quer devolver no aplicativo do seu banco e efetuar a devolução”.

A ferramenta Pix tem a opção “devolver”, ou seja, é diferente de fazer outra transferência. É um procedimento que, acionado pelo cliente do banco, estorna o valor recebido para a conta que realmente originou o Pix inicial.

Esse procedimento desconfigura uma tentativa de fraude e não seria considerado irregular, caso o golpista acione o mecanismo de devolução.

Med 2.0

Em junho, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou que sugeriu ao BC uma melhoria no Mecanismo Especial de Devolução que, atualmente, consegue bloquear dinheiro fruto de fraude apenas na conta que recebeu o recurso, a chamada primeira camada, que pode simplesmente ser zerada pelos golpistas. Com o Med 2.0, o rastreio e bloqueio passarão a mais camadas.

“Já observamos que os criminosos espalham o dinheiro proveniente de golpes e crimes em várias contas de forma muito rápida e, por isso, é importante aprimorar o sistema para que ele atinja mais camadas”, afirmou à época o diretor-adjunto de Serviços da Febraban, Walter Faria.

Segundo a federação, o desenvolvimento do MED 2.0 acontecerá no decorrer de 2024 e 2025 e a implantação será em 2026.

Agência Brasil

Foto: Reprodução Redes Sociais

Uma mulher foi morta com golpes de faca na noite dessa quinta-feira (11), em Serra Negra do Norte, no interior do Rio Grande do Norte. Ela foi identificada como Daiane do Nascimento. O principal suspeito pelo crime é o companheiro dela, de acordo com a Polícia Militar.

Segundo as informações confirmadas pela PM, a guarnição foi acionada para atender uma ocorrência de violência doméstica com arma branca. No local, os policiais se depararam com o corpo da vítima no chão em frente à casa dela. Uma ambulância chegou a encaminhar a vítima para o hospital, mas ela não resistiu.

Ainda de acordo com a corporação, populares informaram que a vítima e o companheiro estariam discutindo momentos antes do crime. Após a morte de Daiane, o homem fugiu do local e ainda não foi localizado. A PM pontuou que segue nas buscas pelo suspeito.

A motivação do crime ainda é desconhecida. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Portal da Tropical

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Os preços do diesel aumentaram quase quatro vezes mais que a inflação nos últimos 12 meses nos postos. Dado foi apurado pela ValeCard, empresa de meios de pagamentos especializada em soluções de mobilidade.

Em junho, o valor médio do combustível fóssil somou R$ 6,1 reais o litro, alta de 15,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo o estudo, com base em transações feitas em mais de 25 mil postos de combustíveis credenciados em todo o país. Nesse período, a inflação medida pelo IPCA apontou um avanço de 4,23%.

A gasolina registrou preço médio de R$ 6 reais por litro em junho, alta de 4,10% na comparação com janeiro e avanço de 9,8% ante junho do ano passado, segundo a ValeCard. Já o etanol hidratado, seu concorrente direto nas bombas, somou preço médio de R$ 3,9 reais o litro em junho, alta de 10,45% na comparação com janeiro e avanço de 4,03% ante junho de 2023, mostrou a pesquisa.

Fonte: Infomoney

Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) concluiu a perícia dos dois rosários árabes (masbaha) que compõem kits de joias recebidos como presentes pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

De acordo com fontes ligadas à investigação, os rosários foram avaliados em cerca de R$ 300 mil cada. O resultado da perícia será incorporado e somado aos R$ 6,8 milhões de outras joias já apresentadas no inquérito.

No kit de ouro rosé foi possível verificar a inscrição da marca suíça Chopard. Já o kit de ouro branco não tem identificação de marca, mas os agentes da PF afirmam que o material tem qualidade e rastreamento nas pedras de diamante.

Com o fim da perícia desses itens, há ainda seis joias que não passaram por avaliação da PF.

CNN Brasil